Um tipo de coaching: o coaching dinâmico

O coaching dinâmico vai buscar os seus fundamentos teóricos à teoria psicanalítica (designadamente a noção de inconsciente), criada e desenvolvida por Sigmund Freud no início do século XX.

Neste tipo de coaching, as perguntas do coach dirigem-se não apenas à parte consciente da mente mas também às motivações inconscientes. É assim que o cliente se vai pouco a pouco apercebendo dos seus bloqueios e resistências mais irracionais.

Confunde-se por vezes o coaching, sobretudo o dinâmico, com a psicoterapia. Tanto as psicoterapias como o coaching visam o desenvolvimento pessoal, mas as psicoterapias são em geral menos focadas em objectivos concretos do que o coaching. As terapias, designadamente as psicanalíticas, dirigem-se mais ao problema, aos conflitos internos, à história pessoal. O coaching, por seu lado, foca-se mais no comportamento e tem como primeiro passo do processo o estabelecimento de um objectivo observável – um resultado.

O setting pode ter semelhanças, observando-se a pontualidade, a obectividade, a neutralidade e, evidentemente, o sigilo.

 

Tagged with: