O poder torna-o menos empático?

Já aqui falámos da empatia como uma das competências essenciais quer na vida pessoal quer na vida profissional.

Mas será que o sucesso profissional afecta esta valiosa capacidade?

Sugerimos a leitura deste artigo onde se verifica a existência desse perigo.

Ao adquirirmos mais poder, através de uma promoção por exemplo, corremos o risco de ir abusando dele cada vez mais.

E é importante não ceder a esta vulnerabilidade. Como?

Detectando e corrigindo sinais de abuso o quanto antes.

  • Trabalhamos menos em equipa?
  • Inibimos os que nos rodeiam de colaborar connosco?
  • Utilizamos o nosso poder apenas para benefício pessoal?
  • Procuramos e aceitamos o feedback de quem nos rodeia?
  • Exigimos privilégios?
  • Admitimos erros?
  • Mantemos pessoas de confiança na nossa vida para quem a nossa posição não é relevante?
  • Rodeamo-nos de “yes men”, ou seja, de pessoas que concordam sempre connosco?
  • Tomamos as decisões sozinhos?
  • Como nos comportamos quando somos o centro das atenções?
  • Queremos ser os únicos na ribalta?

Um coach executivo pode ser muito útil neste processo de garantir que valores como a empatia, a autenticidade e a generosidade não se perderam, corrompendo a nossa possibilidade de nos tornarmos verdadeiros líderes de excelência.